Família Scotti “on the road”
20 de fevereiro de 2018
Emoções nossas de cada dia
12 de março de 2018

Nova Babel

Tá puxado se encaixar no mundo. É como se estivéssemos vivendo uma nova Babel. Ninguém se entende, ninguém se respeita, ninguém se ouve. Falar o mesmo idioma não resolve. Os abismos de valores são tão imensos que a língua passa a ser um entrave ao invés de solução. Para completar o caos, a exposição é máxima, chegando a absurdos que se superam todos os dias. Foto no hospital, no elevador, no tratamento de uma doença punk, na piscina do clube, na academia, entre quatro paredes, enfim, o repertório é tão vasto que é quase impossível se tratar com a mesma medida as situações boas e as ruins. Tá tudo no mesmo saco. Banalizou-se tudo: os lugares, as pessoas, as relações, a vida em si…e tudo se passa tão rápido na loucura das redes sociais que não se consegue dar conta de tantos assuntos, de tantas novidades, o que obviamente gera ansiedade ao extremo e a (legítima) sensação de se estar sempre perdendo algo ou chegando com (bastante) atraso na festa, sabe? O desabafo não é novo. Já li muita gente que tá assim como eu: perdida, boquiaberta, sentindo-se um completo alienígena, sem se encaixar no mundo. Afora a sensação de não pertencimento, o medo invade! Porque com dois pequenos seres que ainda dependem de mim, pergunto-me: o que será deles? o que restará para eles? Aí, além do medo, vem a sensação de impotência…porque posso dar o meu melhor, mas, não blindarei meus filhos de todos os males. E então vem a culpa: o que eu tinha na cabeça para colocar dois seres inocentes nesse mundo doido? Desculpa, é que hoje é segunda-feira! O dia de encarar a realidade e de pensar sobre as loucuras do mundo. Domingo a gente finge que a vida é mansa e tranquila e os perigos só existem na nossa mente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *